Com os ataques consecutivos à Ucrânia nestes últimos dias, a Rússia vem sendo punida por diversos países e empresas ao redor do mundo pela invasão. As sanções são punições forçadas de um país a outro, geralmente para que ele pare de quebrar leis internacionais ou de agir de maneira agressiva. Depois de iniciar uma guerra contra outra nação, as sanções são uma das medidas mais graves que os países pode tomar.

Sanções financeiras

Segundo o ministro francês Jean-Yves Le Drian, as medidas servem para ‘asfixiar a economia Russa’ – e várias nações se juntaram com esse objetivo, principalmente no que diz respeito às sanções financeiras. 

Por exemplo, os Estados Unidos, Reino Unido e União Europeia já baniram pessoas e negócios de utilizarem o banco central russo, o seu fundo de riquezas e ministério das finanças. O banco central russo ainda está com os seus bens congelados pelos líderes ocidentais – ou seja, ele não pode acessar US$630 bilhões das suas reservas em dólar.

Além disso, alguns bancos russos serão removidos do sistema SWIFT de tranferências monetárias, que permite que dinheiro seja transferido através de fronteiras. Esta sanção tem como objetivo atrasar os pagamentos que a Rússia recebe pela exportação de gasolina e óleo.

O Reino unido ainda colocou sanções adicionais, como excluir bancos russos do seu sistema financeiro e impedir o seu acesso. Os bens desses bancos serão congelados e russos visitando bancos ingleses terão um limite de depósitos.