Nas Olimpíadas de Tóquio 2020, vimos um recorde ser batido e uma das metas de diversidade ser alcançada – pelo menos 186 pessoas abertamente LGBTQIA+ disputaram os jogos, havendo inclusive participantes transgênero. 

Já nas Olimpíadas de Inverno de Pequim, iniciadas no dia 4 de fevereiro, isso não é diferente. Cerca de 34 atletas LGBTQIA+ estão disputando entre as modalidades, número que praticamente dobrou desde a última edição dos Jogos de Inverno, em 2018 na Coreia do Sul, segundo a agência de notícias LGBTQIA+ Outsports.

Estes 34 atletas representam 14 países diferentes e, neste texto, te contaremos mais sobre 10 deles. Vale ressaltar que a maioria deles (11) são canadenses.

1. Nicole Silveira

A  atleta de Skeleton, Nicole Silveira, representa o Brasil na categoria, e irá disputar contra a namorada, Kim Meylemans, nas Olimpíadas. Kim representa a Bélgica, e é competidora profissional desde 2009, tendo vencido inúmeras competições nacionais e mundiais. Já Nicole ganhou a medalha de ouro na Copa Internacional de Skeleton em novembro de 2021. No anúncio em suas redes sociais, Nicole disse: “Disputar uma Olimpíada significa tanto pra mim que nem consigo por em palavras esse momento! Agora focar nos últimos preparativos para a competição”.

2. Šárka Pančochová

Snowboarder da República Tcheca, Šárka Pančochová compete pela categoria de inclinação, sendo esta a sua terceira Olimpíada. A atleta é casada com Kaileen Laree, mas precisou fazer a união nos Estados Unidos, onde o casamento igualitário é permitido.

3. Timothy LeDuc

O primeiro participante não binário em toda a história dos Jogos de Inverno, Timothy LeDuc compete na patinação do gelo junto a Ashley Cain-Gribble pelos Estados Unidos. Em 2019, Timothy havia sido a primeira pessoa abertamente homossexual a receber o ouro na categoria de dupla dos campeonatos nacionais – mas hoje responde pelos pronomes neutros they/them.  

“Sempre estivemos aqui e sempre fomos parte dos esportes. Só não éramos tão abertos a falar sobre isso”, afirmou Timothy, que espera que mais pessoas LGBTQIA+ tenham sucesso nos esportes.

4. Makayla Gerken Schofield

Competindo pelo Reino Unido no ski, Makayla se identifica como pansexual. Ela participa da modalidade de estilo livre, e compete ao lado da irmã, Leonie Gerken Schofield. Makayla tem experiência com campeonatos de peso, como o FIS Freestyle Ski e o Mundial de Snowboarding de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *